sexta-feira, 23 de abril de 2010

O Que se Perde Enquanto os Olhos Piscam?


Na verdade, nada é tão grande que não podemos ver.

Entre Fadas e Borboletas circulamos. Neste movimento transitório, inalterável, percorremos. Entre mistérios e paraísos lilases equilibramos. Entre matizes rosas e azuis voamos. E nos canteiros perfumados cultivamos. As flores mais lindas colhemos. Rosas vermelhas ou brancas exalamos. E nas manhãs de verão, nos amamos. (Autor desconhecido)

3 comentários:

  1. Amor perfumado de pétalas e apimentado com espinhos crescendo como a vida na natureza e sempre se renovando

    ResponderExcluir
  2. Adorei o blog, Parabéns ! Grande bjo
    To seguindo, visite o meu
    http://aquivocevailerdetudo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir